Inventário: 6 Dicas para o realizar e qual a sua importância!

Recursos Humanos
Recursos humanos: Importância da gestão em pequenas empresas!
Janeiro 5, 2018
Mostrar tudo
Inventário

Inventário é um tema em relação ao qual as empresas revelam muitas dificuldades. Estas surgem por diversos motivos, tais como desconhecimento da sua importância e da obrigatoriedade da sua realização. Denotam-se ainda algumas complicações no que toca à realização do inventário, aos itens a incluir no mesmo e à valorização dos produtos e/ou mercadorias, que por vezes é feita erradamente.

Um inventário consiste na listagem de todas as mercadorias, matérias primas e produtos acabados/intermédios da empresa, no decurso normal da sua atividade ou no processo de produção para venda. O termo pode ainda fazer referência aos materiais/consumíveis a serem incorporados no processo de produção ou na prestação de serviços, numa determinada data.

Atualmente, existem sistemas informáticos e ferramentas que facilitam a tarefa de construção de inventários. No entanto, este procedimento requer verificações físicas para que seja possível aferir a veracidade e credibilidade da informação produzida pelas aplicações informáticas.

 

Dicas para realizar um inventário

 

A realização de um inventário rigoroso implica levar a cabo diversos procedimentos. Explicamos-lhe, sucintamente, alguns pontos a ter em consideração.

  1. O inventário deve ser realizado preferencialmente com a atividade da empresa. Esta inoperacionalidade garante que não existem oscilações durante as verificações físicas, que possam originar erros nas contagens. Caso não seja possível parar a atividade, todos os movimentos que ocorram devem ser controlados pelos colaboradores que estão a realizar o inventário.
  2. Antes da realização do inventário, os profissionais devem garantir que todos os produtos se encontram centralizados em locais previamente identificados e devidamente organizados e ordenados.
  3. No processo de organização e ordenação, devem ser verificadas as classificações dos produtos e as referências ou codificações atribuídas. No decorrer da atividade, vão sendo criadas e alteradas diversas referências que podem gerar inconformidades. Nesta fase, é possível efetuar correções, por forma a melhorar a organização dos itens e a garantir a fácil deteção de falhas ou omissões.
  4. O inventário deve conter, pelo menos, as seguintes informações:
    • Referência do produto;
    • Descrição comercial do produto;
    • Quantidade em stock;
    • Preço de custo, de produção ou de aquisição unitário sem IVA. Dependendo da atividade da empresa, o preço de custo sem  iva  deve mencionar também a que taxa de iva é que o item foi adquirido.
    • Valor global.
  5. O inventário deve ser realizado periodicamente, sendo que é obrigatória a contagem física, pelo menos uma vez por ano. Esta é feita, geralmente, no final do ano, porque coincide com o fim do período económico na generalidade das empresas.
  6. É necessário especial cuidado com a valorização dos produtos, nomeadamente com a obsolescência de alguns produtos e com os valores de mercado. Desta forma, evita-se que o inventário apresente valores que não correspondem à realidade e que induzem em erro.

 

A importância do inventário para as empresas

 

O inventário é, muitas vezes, desvalorizado, dado o desconhecimento sobre a sua influência na determinação dos resultados das empresas, bem como em muitas opções de estratégia ou decisões a tomar no futuro.

Um valor de inventário errado ou pouco rigoroso altera a veracidade das demonstrações financeiras das empresas, assim como dos seus indicadores de rentabilidade. Poderá ainda induzir em erro os órgãos de gestão.

Um mau inventário camufla falhas de organização e de operacionalidade das empresas. Se algum procedimento não estiver a ser bem executado ao nível da movimentação dos produtos, poderá ser detetado neste momento. É possível, inclusive, verificar-se a existência de fraudes no interior das organizações, que de outra forma não seriam detetadas.

Para além do cumprimento das obrigações legais, a realização do inventário revela-se de extrema importância para a gestão das empresas. Este procedimento é o culminar de todas as operações realizadas pelas organizações, no decurso da sua atividade normal, num determinado período de tempo.

A contabilidade é extremamente útil para auxiliar as empresas na realização de inventários. Peça à NEWGEST uma 2ª opinião para a contabilidade da sua empresa. Dispomos de profissionais qualificados que estão disponíveis para lhe prestar acompanhamento e conhecimento técnico imediato!

 

Quero uma 2ª Opinião